Coronavírus: Empréstimos terão carência de seis meses para pagamento

Sistemas de operações financeiras já estão adequados para que os bancos ofertem alternativas aos clientes

A crise econômica e social ocasionada pela incidência do novo Coronavírus no Brasil afetou a vida de milhares de pessoas. O isolamento social é uma das principais medidas de prevenção à disseminação da Covid-19, mas que trouxe também queda na renda das famílias brasileiras. Preocupados com a situação econômica dos clientes, os bancos e instituições financeiras decidiram suspender a cobrança de empréstimos consignados pelo período de seis meses.
De acordo com Valdir Moreira, Superintendente de Negócios da Neoconsig, empresa especializada no desenvolvimento de soluções inovadoras para o mercado financeiro, já foi disponibilizada uma plataforma para os bancos que apresentaram esta opção aos clientes. “Os bancos estão oferecendo carência de até seis meses para o pagamento da 1ª parcela aos clientes que optarem por contratar um novo empréstimo.”, explica Valdir Moreira.
Os clientes que possuem atualmente algum empréstimo também terão esse benefício. Haverá uma suspensão do pagamento das prestações pelo mesmo período, para garantir os mesmos privilégios para diversos tipos de clientes. “Suspende agora e volta a cobrar as parcelas só daqui a seis meses”, ressalta o
 Superintendente. Como a Neoconsig faz o gerenciamento das parcelas destes empréstimos consignados, a empresa já adequou todo o sistema tecnológico para que não haja esta cobrança, caso solicitado pelos clientes. “Nosso sistema já está adequado e os bancos podem oferecer as opções”, finaliza Moreira.

  •  Fonte : http://www.expresso360.com.br/coronavirus-emprestimos-terao-carencia-de-seis-meses-para-pagamento/